Guia Rápido Renault

Pequenas dicas para você conhecer melhor o seu veículo.

Conheça as dicas para deixar o seu Renault sempre novo. São esclarecimentos e cuidados necessários para manter o desempenho do seu carro excelente, como se ele tivesse saído da fábrica todos os dias.

 

Como se deve proceder com a manutenção do Ar-Condicionado?

1. Fusível

Caso o sistema deixe de funcionar, verifique primeiro a presença de fusíveis queimados - no manual do seu carro você encontra a localização, capacidade e procedimento para troca. (Apenas realizar em caso emergencial que não seja possível contato com concessionaria mais próxima).

2. Objetos Estranhos

Fique atento quanto a presença de objetos estranhos (folhas, papéis etc.) na grade frontal ou condensador do ar condicionado (localizado à frente do veículo junto ao radiador). Eles diminuem a eficiência do sistema.

3. Proteja o Meio Ambiente

Caso necessite de manutenção, procure a concessionaria mais próxima que possui equipamento para reciclagem do gás refrigerante.

4. Vazamento

Caso o sistema perca gás, corrija o vazamento e proceda a recarga do gás e do óleo do sistema que nestas condições é arrastado pelo gás.

5. Funcionamento do Compressor

Em caso de perda da capacidade de refrigeração, faça uma revisão no sistema e peça para verificar o funcionamento do compressor e possíveis vazamentos.

6. Correia

Verifique a cada 10.000 Kms o aspecto e a tensão da correia do motor que aciona o compressor do ar condicionado. Em caso de rachaduras ou correia brilhosa, substitua. O mesmo vale caso ocorra ruído de cantar pneu ao acelerar o motor - pode ser a correia desgastada, faça a verificação. (Verifique os tempos de trocas sugeridos no manual do fabricante de acordo com modelo de seu veiculo).

7. Filtro Anti-pólem

Substitua regularmente o filtro anti-pólem, caso o seu veículo seja equipado com este componente. O mesmo, na maioria das vezes, não admite limpeza e seu saturamento de sujeira determina uma redução significativa no rendimento da refrigeração.

 

O "Air Bag" substitui o cinto de Segurança?

1. Proteção complementar

O sistema "Air Bag" é um sistema de proteção complementar ao cinto de segurança, ou seja, seu funcionamento visa complementar a segurança dada aos passageiros pelo cinto. Dessa forma, o "Air Bag" não deve ser visto como substituto do cinto de segurança.

 

O que é um motor a Diesel? Quais as vantagens e desvantagens?

1. Desvantagens do Diesel

Sistema de alimentação de combustível: a injeção de combustível na maioria dos motores Diesel brasileiros se dá através de um complexo dispositivo composto por bomba injetora e bicos injetores. Veículos extra pesados possuem injeção eletrônica e todos assim a terão no futuro, quando a legislação ambiental brasileira se tornar mais severa com relação aos veículos com esse combustível. A injeção eletrônica tornará mais simples a manutenção. A bomba injetora, por sua vez, exige além de mão-de-obra qualificada, equipamentos caros para a sua verificação e ajuste.
Custo elevado: o uso de componentes mais robustos e de um complexo sistema de alimentação torna o custo dos motores Diesel mais elevados em relação a um similar, a gasolina;
Potência: em relação a um similar a gasolina, o motor Diesel possui uma potência menor e um nível de rotações mais baixo. Isso se deve em especial à velocidade mais baixa em que ocorre a combustão do Diesel e à necessidade do uso de componentes mais pesados no Diesel;
Ruído: o uso de componentes robustos e a queima por compressão tornam o funcionamento do motor Diesel ruidoso, mesmo considerando os avanços em relação à redução dessa desvantagem;
Poluição: mesmo considerando a contida emissão de gases nocivos a saúde, a emissão de partículas sólidas no Diesel é bastante elevada, o que o torna desinteressante para centros urbanos.

2. Turbo compressor

Todo motor de combustão interna, em especial o Diesel, se trata de uma máquina devoradora de ar. O turbo compressor age comprimindo o ar que vai para o motor. Desse modo ao invés do motor aspirar o ar (motores aspirados) o ar é literalmente soprado para dentro do motor. Uma maior quantidade de ar proporciona melhor queima, maior economia e especialmente menor emissão de gases. O turbo compressor e o motor Diesel constituem em um casamento perfeito a ponto de praticamente todos os motores Diesel rodoviários atuais serem equipados com turbo. Ao contrário do que se pensa, a presença do turbo originalmente instalado no motor Diesel não provoca dano nem diminui a vida útil deste, desde que respeitado alguns cuidados.

3. Vantagens do Diesel

Consumo: o motor a Diesel tem como principal vantagem o elevado rendimento térmico, o que o torna especialmente econômico o que, aliado ao preço mais baixo do Diesel, torna-o extremamente interessante para veículos onde o custo por quilômetro rodado é importante;
Robustez: o motor Diesel é submetido a pressões elevadíssimas durante o seu funcionamento o que exige o emprego de componentes mais robustos. A queima do combustível Diesel é consideravelmente mais lenta que a gasolina, o que torna o seu funcionamento em rotações mais baixas. Essas duas características acabam por torná-lo mais robusto e com vida útil mais elevada em comparação a um similar, a gasolina.
Confiabilidade: a robustez aliada a ausência de sistema de ignição torna a operação do motor a Diesel é mais confiável considerando condições normais de operação e uma manutenção preventiva bem efetuada.
Elevado torque: o motor Diesel geralmente possui elevado torque em especial em baixas rotações, o que o torna especialmente interessante para equipar veículos pesados ou que trafegam em situações severas.

4. O motor a Diesel

Os motores a gasolina/álcool ou gás natural operam pelo chamado ciclo Otto, utilizando uma faísca elétrica da vela de ignição para inflamar o combustível e gerar a pressão necessária para movimentar os pistões do motor e realizar o trabalho mecânico. 

O motor Diesel por sua vez utiliza a própria compressão do ar para inflamar o combustível. Ele faz isso comprimindo o ar a altíssimas pressões, fazendo este chegar a temperaturas de até 700 graus. A essa temperatura e sob pressão elevada, o combustível é pulverizado no interior dos cilindros do motor, gerando a queima. Dessa forma o motor Diesel dispensa o sistema de ignição dos motores a gasolina, que é composto por velas, cabos e bobinas de ignição.

5. Intercooler

O ar ao ser comprimido pelo turbo tem sua temperatura elevada para até 60 graus. O intercooler age reduzindo a temperatura do ar para torná-lo mais denso, aumentando ainda mais a disponibilidade de ar para o motor, incrementando o rendimento deste.

6. Combustível

Utilize Diesel de boa qualidade, de preferência em postos de sua confiança e procedência.

7. Filtro de combustível

Substitua o filtro religiosamente como manda o plano de manutenção. Impurezas são fatais ao sistema de alimentação.

8. Filtro de ar

Faça a limpeza e substituição regular. Filtro sujo significa perda de potência, aumento de consumo e danos ao motor.

9. Sedimentador

Retire regularmente a água acumulada no sedimentador. Alguns veículos possuem uma luz espia que indica excesso de água. Não espere a luz acender, regularmente retire a água que decantou, fazendo o mesmo no tanque de combustível caso este possua dreno para extrair a água. (Este procedimento deve ser realizado por técnicos de sua concessionaria de preferência).

10. Turbo

Jamais acelere antes de desligar o veículo. A turbina gira a mais de 100.000 rpm e continuará dando algumas centenas de voltas sem óleo. O recomendado é aguardar alguns segundos em marcha lenta antes de desligar o motor para que a turbina reduza a velocidade.

11. Bombas e Bicos

Faça a limpeza e regulagem de acordo com o plano de manutenção do veículo.

12. Perda e Potência

Verifique os filtros e a presença e impurezas no sistema de alimentação. Água no combustível pode ser a causa de muitos problemas.

13. Motor não funciona

Procure sua concessionaria mais próxima, evite “forçar a partida”.

14. Excesso de fumaça preta na descarga

Procure sua concessionaria mais próxima.

15. Correia dentada da distribuição

Se seu veículo possui correia dentada faça a substituição de acordo com o plano de manutenção. A quebra da correia além de imobilizar o veículo poderá causar danos elevados ao motor.

 

Quais os cuidados devo ter com a utilização de veículos com Injeção Eletrônica?

1. Partida

Não acione o acelerador durante a partida - o sistema controla a aceleração automaticamente. Acionar o acelerador dificultará a partida;

2. Freio motor

Utilize o freio motor - é quando o carro é freado devido a estar se locomovendo engrenado e com o acelerador solto. Nessas condições o sistema corta ou reduz consideravelmente a injeção de combustível, o que trará uma significativa redução no consumo de combustível. O Freio motor poupa também o sistema de freio do carro, o que irá refletir futuramente numa redução de gastos com manutenção;

3. Filtros

Substitua regularmente os filtros de Ar e combustível, sob o risco de danos ao motor e aos Bicos Injetores;

4. Combustível

Utilize gasolina de boa qualidade; não deixe o combustível acabar, pois este lubrifica e refrigera a bomba elétrica de combustível; não encha o tanque até a boca, faça-o até que o bico da bomba do posto desligue automaticamente.

5. Lavagem do motor

Evite lavar o motor desnecessariamente. Quando o fizer faça com o motor frio e com alguém que realmente saiba o que pode ou não ser molhado. Detalhe: jamais pulverize qualquer produto após a lavagem;

6. Bateria

Jamais, sob nenhuma hipótese, desligue a bateria com o veículo funcionando. 

7. Empurrar o veículo não é uma prática muito adequada

Empurrar o veículo pode ocasionar danos ao catalisador (caso o veículo esteja afogado) ou ao motor (caso a correia dentada de distribuição esteja danificada).

8. Luz indicadora de falha

A luz deve apagar momentos após o motor entrar em funcionamento. Se acender indica falha no sistema - procure levar o veículo a um distribuidor o quanto antes. 

 

Quando e por que recomenda-se a substituição de algumas peças?

1. Embreagem

A embreagem desgastada prejudica o desempenho do veículo, principalmente em rampas. Sempre que apresentar trepidação ao arrancar com o veículo, patinação e/ou dificuldade ao engate recomenda-se sua substituição.

2. Pastilha de freio

Ao se desgastarem, as pastilhas perdem a capacidade de atrito com os discos de freio, aumentando a distância da frenagem. Recomenda-se a sua substituição sempre que atingirem a espessura mínima de segurança, evitando gastos desnecessários como a perda prematura dos discos de freio.

3. Suspensão Dianteira e Traseira

A suspensão traseira e dianteira é um item projetado para absorver as irregularidades do solo, garantindo mais estabilidade, dirigibilidade e conforto ao dirigir. Recomenda-se a substituição destes itens quando apresentar algum tipo de vazamento a quilometragem de segurança indicada pelo fabricante.

4. Limpador de Pára-brisa

Recomenda-se a substituição do limpador de pára-brisa quando ele não garantir boa visibilidade em dias de chuva. Este é um item de segurança para que você possa trafegar com boa visibilidade durante temporais.

5. Disco de freio

Um disco de freio desgastado pode causar vibrações que dificultam o controle do carro e a eficiência da frenagem, por isso quando esta peça apresentar ranhuras, frisos, trincas ou estiver com a espessura limitada indicada pelo fabricante, recomenda-se a troca da mesma.

 

Conheça nosso sistema de Freios ABS

Mais segurança para você e seus passageiros

O freio ABS é um sistema que evita o travamento das rodas durante a frenagem. O mecanismo monitora a velocidade de cada roda individualmente, distribuindo a pressão hidráulica do freio de maneira precisa. Com as rodas bloqueadas, a tendência é que o carro derrape e o motorista perca o controle do veículo. Porém, com o ABS, isso não acontece.

Manutenção:
O freio ABS não requer nenhuma manutenção especial. Basta que você realize a manutenção convencional dos freios, como substituição de fluido, pastilhas etc., conforme indicações do manual.

Importante:
Ao acionar o pedal do freio bruscamente, em situações de emergência, ocorre a ativação do ABS, causando trepidação no pedal, ruído e sensação de demora nas frenagens. Porém, isso é uma decorrência normal do funcionamento do sistema e não compromete sua eficiência.

 

Saiba mais sobre Amortecedores

São eles quem garantem a estabilidade do seu Renault

Os amortecedores, responsáveis pela estabilidade do carro, estão entre as principais peças do seu veículo. Por isso seu desgaste é constante e é essencial verificá-los com regularidade.

Como aumentar a vida útil dos seus amortecedores:
• Verifique-os a cada serviço realizado;
• Troque-os sempre em pares, a cada 80.000 km;
• Quando trocar os amortecedores, faça junto a geometria;
• Troque os batentes do amortecedor sempre que trocar a peça.

Chegou a hora de fazer manutenção se você notar:
• Distância de frenagem menor;
• Rápido desgaste dos pneu;
• O carro pula quando você passa por um buraco.

 

Saiba mais sobre Ar Condicionado

O toque de conforto que faz toda a diferença no seu Renault

É graças a ele que fica ainda mais gostoso dirigir seu Renault no verão ou no inverno.

Como aumentar a vida útil do seu ar condicionado:
• Ligue seu ar condicionado pelo menos uma vez por mês;
• Observe os intervalos de manutenção e realize a troca do filtro;
• Realize um check up e a limpeza do seu sistema de ar condicionado todo ano.

Chegou a hora de fazer manutenção se você notar:
• Redução na eficiência do sistema de aquecimento ou refrigeração;
• Se você tem reações alérgicas quando o utiliza;
• Se você sentir um cheiro desagradável dentro do veículo;
• As janelas continuam embaçadas, mesmo com o ar ligado.

 

Saiba mais sobre Bateria

É daqui que sai a energia para o seu Renault funcionar

É ela que fornece a energia para ligar seu Renault e também os faróis, o rádio e os vidros elétricos.

Como aumentar a vida útil da sua bateria:
• Faça uma verificação do estado da sua bateria a cada 30.000 km;
• Troque a bateria do seu Renault a cada 60.000 km ou a cada 4 anos;
• Verifique o sistema de ignição pelo menos 1 vez por ano.

Chegou a hora de fazer manutenção se você notar que:
• Seu carro demora para ligar;
• Os equipamentos elétricos do seu veículo não estão funcionando como deveriam;
• Se a luz do painel relativa à bateria acender.

 

 

Saiba mais sobre Correia

A correia de distribuição garante a sincronização entre as partes de cima e de baixo do motor, garantindo seu perfeito funcionamento

Antecipando Riscos.

Normalmente, o desgaste da correia de distribuição não deixa evidências.
E frequentemente, quando alguns sinais de alerta aparecem, já é tarde demais.


Por isso, é muito importante se antecipar e realizar uma verificação nessa peça se seu veículo:
• Tem mais de 5 anos;
• Tem muitos quilômetros rodados nos últimos anos.

Se seu Renault se encaixar nesse perfil, passe em uma concessionária Renault para fazer a verificação das correias de distribuição.
Nossos especialistas estarão prontos para ajudá-lo.

 

Saiba mais sobre Escapamento

Essa peça mantém o ar do seu Renault limpo e livre dos gases do motor

 O escapamento tem como principal função a eliminação dos gases gerados após a queima nos cilindros. Isso impede que esses vapores tóxicos penetrem no interior do veículo.

Como aumentar a vida útil do escapamento:
• Verifique com frequência o sistema completo de escapamento: silenciador, câmara de expansão, filtro de partícula e catalizador a cada serviço realizado.

Chegou a hora de fazer manutenção se você notar:
• Ruídos incomuns vindos do escapamento quando ligar ou dirigir seu veículo;
• Consumo excessivo de combustível;
• Fumaça preta saindo do escapamento;
• Redução de performance repentina do tubo do escapamento.

 

Saiba mais sobre Freios

Mais do que uma peça, eles são um dos equipamentos de segurança mais importantes do seu Renault

Você usa os freios o tempo todo. São eles que te ajudam a frear e a manter a velocidade do carro.

Como aumentar a vida útil dos freios:
• Faça manutenções frequentes das pastilhas de freio do seu carro.

Chegou a hora de fazer manutenção se você notar:
• Distância de frenagem maior;
• Seu pedal de freio vibra constantemente;
• O pedal fica preso;
• O carro puxa mais para um lado quando você freia.

 

Saiba mais sobre Palhetas

Faça chuva ou faça sol, as palhetas são um item indispensável

É graças às palhetas que você tem visibilidade e segurança para dirigir na hora da chuva.

Como aumentar a vida útil das palhetas:
• Limpe regularmente as palhetas do seu Renault com uma esponja umedecida ou um pano molhado com produto de limpeza adequado.

Chegou a hora de fazer manutenção se você notar:
• Riscos, arranhões do para-brisa;
• Palhetas empenadas, que deixam rastro de água ao limpar seu para-brisa;
• Solavancos e ruídos durante a utilização;
• Áreas que não são devidamente enxugadas;
• Visibilidade ruim durante a chuva.

 

Saiba mais sobre Pneus

São eles que garantem a sustentação e a aderência do seu Renault ao solo

São os pneus que garantem perfeita aderência do veículo ao chão.
Além disso, por serem a única peça do carro que encosta no asfalto, são responsáveis por todo o equilíbrio do chassi.

Como aumentar a vida dos seus pneus:
• Mantenha os pneus na calibragem correta, indicada no manual;
• Verifique a pressão uma vez por mês e antes de viagens longas;
• Faça o rodízio dos seus pneus a cada 10.000 km rodados.

Chegou a hora de fazer manutenção se você notar:
• Baixa pressão nos pneus;
• Pneus com sulcos usados ou gastos;
• Se o volante tremer ou vibrar excessivamente;
• Barulhos incomuns na parte de trás do veículo;
• Tendência do veículo de ir para um lado ao invés de manter-se reto.

 

Saiba mais sobre Troca de óleo

Um cuidado essencial para o bom funcionamento do seu motor

A troca de óleo é essencial para garantir a longevidade do seu carro, pois é ela que ajuda a prevenir corrosões e a limpar e resfriar o motor.

Como aumentar a vida do seu motor:
• Cheque o nível do óleo constantemente;
• Nunca ultrapasse a quilometragem limite para a troca;
• Use apenas óleos de qualidade;
• Troque o filtro de óleo sempre que necessário.

Chegou a hora de fazer manutenção se você notar:
• A luz do painel que indica o nível do óleo acender;
• Queda de performance do motor.

Solicite um contato